PROJETO DE LEITURA: FBULAS
Domingo, 20 de Abril de 2014
Projetos

Blogs

Links
Fbulas
Universo das Fbulas
Autores Fabulistas
Estrutura das Fbulas

Histórico

 s 09:45 h do dia 25/03/2009

MAPA CONCEITUAL - PROJETO FBULAS

   

       Trabalhar com o gênero textual fábulas é de extrema importância e muito prazeroso, poisalém de trabalhar com o lúdico (animais, natureza), ele nos ensina valores importantíssimos. É um texto em que a criança, além de adquirir autonomia na escritura de textos de forma prazerosa desenvolve valores fundamentais à vida em sociedade. Ao longo do nosso Projeto, somaremos aos valores já existentes nas fábulas, a consciência ambiental desenvolvida com as atividades do Projeto meio ambiente. Para conhecer a forma como iremos trabalhar, clique na imagem abaixo.                            

                                                                    



(3)Comentrio(s)
Prof Lila



 s 09:13 h do dia 22/04/2009

CONHECENDO UM POUCO MAIS SOBRE FBULAS....

   
    
SOBRE FÁBULAS... 

 A Fábula é um dos jeitos mais antigos de contar estórias! Foram descobertos vários regist

leão - poder real   raposa   

lobo - dominação do mais forte

cordeiro - ingenuidade     raposa - astúcia e esperteza

ros no Egito e na Índia, em livros sagrados como o Pantchatantra, que é escrito em sânscrito, e em livros que revelavam os segredos do sucesso na vida política, como Calila e Dimna. Do Oriente para o mundo ocidental, vamos ter Esopo - o nome do mais famoso fabulista.  Outro nome bem conhecido é Jean de La Fontaine - mas esse é bem mais "moço", nasceu na França, em 1621, quer dizer, quase 400 anos atrás... Agora, entre um e outro, entre Esopo e La Fontaine, existiram muitos outros homens interessados na Fábula - e, é claro, depois deles também. No Brasil, por exemplo, até mesmo Monteiro Lobato dedicou um volume para as Fábulas, com toda a turma do Sítio do Pica-pau Amarelo fazendo comentários depois de ouvi-las. As Fábulas querem dizer e dizem muito em poucas linhas. Podem ser em prosa ou em versos; seu título apresenta de imediato os personagens que tomarão parte da trama e a gente pode, assim, imaginar o conflito que está para acontecer. É da Fábula que nasce "a moral da estória" - na verdade, um conselho ou um julgamento sobre os fatos que acontecem na vida que nos é dado pelo narrador.  FÁBULAS (do latim- fari - falar e do grego - Phao - contar algo)Narrativa alegórica de uma situação vivida por animais, que referencia uma situação humana e tem por objetivo transmitir moralidade. As lições desses textos espelha a moralidade social da época. É oferecido, então, um modelo de comportamento em que o "certo" deve ser copiado e o "errado", evitado. A importância dada à moralidade era tanta que os copistas da Idade Média escreviam as lições finais das fábulas com letras vermelhas ou douradas para destacar.A presença dos animais deve-se, sobretudo, ao convívio mais efetivo entre homens e animais naquela época. O uso constante da natureza e dos animais para a alegorização da existência humana aproxima o público das "moralidades". Assim apresentam semelhanças com a proposta das parábolas bíblicas.Algumas associações entre animais e características humanas, feitas pelas fábulas, mantiveram-se fixas em várias histórias e permanecem até os dias de hoje. As histórias, ao mesmo tempo que distraem o leitor, apresentam as virtudes e os defeitos humanos através de animais.Acredita-se que esse tipo de texto tenha nascido no século XVIII a.C., na Suméria. Há registros de fábulas egípsias e hindus, mas atribui-se à Grécia a criação efetiva desse gênero narrativo. Nascido no Oriente, vai ser reinventado no Ocidente por Esopo (Séc. V a.C.) (...)Ao francês Jean La Fontaine (1621/1692) coube o mérito de dar a forma definitiva a fábula, introduzindo-a definitivamente na literatura ocidental. Embora tenha escrito originalmente para adultos, La Fontaine tem sido leitura obrigatória para crianças de todo mundo.Podem-se citar algumas fábulas imortalizadas por La Fontaine: "O lobo e o cordeiro", "A raposa e o esquilo", "Animais enfermos da peste", "A corte do leão", "O leão e o rato", "O pastor e o rei", "O leão, o lobo e a raposa", "A cigarra e a formiga", "O leão doente e a raposa", "A corte e o leão", "Os funerais da leoa", "A leiteira e o pote de leite".

O brasileiro Monteiro Lobato dedica um volume de sua produção literária para crianças às fábulas, muitas delas adaptadas de Fontaine. Dessa coletânea, destacam-se os seguintes textos: "A cigarra e a formiga", "A coruja e a águia", "O lobo e o cordeiro", "A galinha dos ovos de ouro" e "A raposa e as uvas".



(1)Comentrio(s)
Profra Lila



 s 09:26 h do dia 28/08/2009

Monte sua Fbula

   


Clique aqui para abrir em uma nova janela.



(1)Comentrio(s)
Tia Lila



 s 09:27 h do dia 28/08/2009

Jogo dos 7 erros

   

Oi turma!

Estamos estudando as fábulas. Acredito que vocês estejam gostando bastante, pois tenho visto a dedicação de cada um em seus trabalhos, produções e desenhos.

As fábulas apresentam claras e boas lições para nossas vidas, trazendo sempre uma moral no final de cada história.

Trouxemos um joguinho para vocês... esperamos que gostem e se divirtam bastante! Clique aqui para começar.



(3)Comentrio(s)
Tia Lila



 s 09:28 h do dia 28/08/2009

Estrutura das Fbulas

   

     Sabendo que as fábulas são narrativas curtas e geralmente com diálogos, os personagens quase sempre são animais e transmitem um ensinamento.
       Para se construir uma fábula é necessário conhecer sua estrutura: situação inicial; obstáculo; tentativa de solução; resultado final; moral.
  Agora mostre o seu conhecimento, localizando cada tópico da estrutura, montando as fábulas abaixo:

 

 

A cigarra e as formigas; A Raposa e o Corvo; A raposa e as uvas; O Ladrão e o Cão de Guarda



(3)Comentrio(s)
Tia Lila





 Galeria
No h Galerias cadastradas.
topo